Danças Mirandesas – O Maganão

Danças Mirandesas - O Maganão

O Manganão é um bailado paralelo com os passos de dança típicos deste género de bailados. Passos coreográficos semelhantes aos das Ligas Berdes mas sem o embate de nádegas ao findar o estribilho.
É grande o número de quadras que se cantam com o Maganão. As que se indicam são as mais correntes em Duas Igrejas.
No fim de cada quadra é bailado e cantado o Ai maganão, maganão, maganão, que deu o nome à dança.

Dançava-se e dança-se ainda em Duas Igrejas.

Oh que linda fita verde! – Bis
Leva o rei, na carapuça!. – Bis
Quem tem sarna que la coce, – Bis
Quem tem catarro que o tussa. – Bis

Estribilho

Ai, maganão, maganão, maganão! – Bis
Oh ditoso maganão! – Bis
Darás-me um abraço? —-
Isso sim! Isso sim!… |
Darás-me um beijinho, |> Bis
Isso não! não! não!… —-

Rua abaixo, rua acima,
Toda a gente me quer bem,
Só a mãe do meu amor, – Bis
Não sei que raiva me tem. – Bis

Estribilho

Alumeia-me candeia
Que me quero ir deitar,
Sem torcida, nem azeite, – Bis
Como te he i-de alumiar – Bis

A coreografia desenvolve-se em duas filas paralelas, como o Galandum, o Pingacho e as Ligas Verdes, frente a frente, para a direita e para a esquerda e termina frente a frente, em passo saltitado, sem qualquer particularidade. No entanto, é uma dança cheia de energia e vigor e de muito aprumo.

Fig. 1 - Musica do bailado O Maganão