José quero

José quero

José trago no sentido,
Por causa de ti, José,
Trago o meu sono perdido.
Ó João, ó Joãozinho
Dizem que és meu namorado
Meia volta, troca o par,
O meu par já ‘stá trocado.
A silva é prendediça
Prende a gente pela roupa
Também tu a mim prendeste
E a vontade não era pouca.