Lenda – Senhora do Sartigalho

Senhora do Sartigalho

A praga de Sartigalhos está na origem de uma das mais “curiosas” crenças populares do planalto mirandês e dá direito a um “Dia Santo” na localidade mirandesa de Fonte da Aldeia.

Segundo disse à Lusa o investigador Félix Fernandes, reza a lenda que em tempos remotos apareceu na aldeia uma praga de gafanhotos tão grande que devorava tudo o que verdejava.

Com a fome no horizonte, a população resolveu “rogar” aos santos existentes na igreja da aldeia para os “ajudar” a combater tão terrível praga.
Diz a lenda que a população resolveu fazer um sorteio, “prometendo” fazer uma festa em honra do santo ou santa, todos os anos, se os gafanhotos desaparecessem.
“A feliz contemplada foi nada mais nada menos que a mãe de Deus, a Imaculada Conceição”,
A partir desse momento, a povoação “agradecida e com muita fé”, mas ao mesmo tempo com “medo” dos gafanhotos, escolheu o dia 08 de maio de cada ano para a realização de uma festa em honra de Imaculada Conceição, hoje também conhecida por “Festa dos Sartigalhos”.
“O dia 08 de maio é sagrado para as pessoas de Fonte Aldeia, ninguém junge as vacas, ninguém cava a horta, a vinha ou o que quer que seja”, relata a crença popular.