As armas concedidas a Miranda por D. João III, em 10 de Julho de 1545, quando eleva a cidade, a vila de D. Dinis, eram um castelo tendo ao centro a lua em quarto crescente e com as pontas viradas para baixo. Queria isto dizer que Miranda era praça de armas, significando o crescente o desejo de a ver engrandecida cada vez mais, já que a sua Igreja de Santa Maria fora elevada a Sé por bula de 22 de Maio daquele ano.

De ouro, com um castelo de vermelho, aberto e iluminado de prata, rematado por um crescente invertido, também de vermelho. Coroa moral de prata, de cinco torres. Listel branco com os dizeres "CIDADE DE MIRANDA DO DOURO".

O ouro indicado para o campo é o metal mais rico em heráldica e significa fidelidade, constância e poder. O castelo e crescente são de vermelho por ser o esmalte que significa vitória, ardis e guerra. E o castelo aberto e iluminado de prata porque é o metal que significa humildade e riqueza.

yousoumirandes@gmail.com 2004 © Site: Autoria Raúl Silva
colaboração de Teresa Ferreira
e Rita Segundo